PERCEPÇÃO DOS ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE SOBRE VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA

Autores

  • Caroline Queiroz Pereira da SILVA
  • Pamela Aparecida RODRIGUES
  • Bianca Zezi SANCHES

Resumo

Introdução: No Brasil, uma a cada quatro mulheres sofre algum tipo de violência durante o parto.  Violência Obstétrica é o termo utilizado para agrupar todos os tipos de violência sofridos por mulheres durante a gravidez, o parto, pós-parto e abortamento. Para muitas mulheres tais momentos se transformam em um acontecimento traumático e doloroso, somado em direitos violados e múltiplas intervenções. Objetivo: Avaliar o nível de conhecimento dos alunos da área da saúde sobre VO, e orienta-los sobre a importância do assunto. Metodologia:143 estudantes da área da saúde participaram da pesquisa, através de um questionário autoaplicável, composto por dezessete perguntas fechadas de múltipla escolha, onde cada questão abordava um item sobre VO e compostas por três distintas respostas sendo elas: “sim, não, já ouvi falar, porém, desconheço”, por meio eletrônico utilizando o JotForm e enviado aos alunos por e-mail e aplicativos de conversa. Após a tabulação dos dados e análise dos resultados, foi realizada uma palestra educativa para os alunos da área da saúde baseada no método Paulo Freire, com o objetivo de orienta-los sobre o que é VO e a importância de saber sobre o assunto. Resultados: No presente estudo observou-se um número elevado de estudantes da amostra que apresentam conhecimento sobre VO. Observou – se também que os alunos possuem conhecimento na questão de negar atendimento à mulher ou impor dificuldades durante o pré-natal é considerado VO.         Conclusão: De acordo com base em nossos resultados, apontou-se que um elevado numero de alunos da área da saúde possui conhecimento sobre o que é VO.

Publicado

2021-05-06

Edição

Seção

Artigos