PREVALÊNCIA DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA AUTORREFERIDA EM GESTANTES E PARTURIENTES

Autores

  • Brunelle Kauanne Anjos Costa FERREIRA
  • Gabriela de Oliveira MERCURIO
  • Bianca Zezi SANCHES

Resumo

  Introdução: A incontinência urinária (IU) acomete milhões de pessoas de todas as idades, principalmente as do sexo feminino, podendo afetar a sua qualidade de vida. Objetivo: Avaliar a prevalência de incontinência urinária em gestantes e parturientes e, por conseguinte, verificar a prevalência da IU no pós-parto e relacionar os fatores  e parâmetros, que possivelmente possam afetar as mulheres no pós-parto ou no período posterior ao pós-parto. Metodologia: Vinte e um pacientes do sexo feminino, com faixa etária entre 18 a 40 anos, foram submetidas a uma pesquisa de campo baseada no questionário Kings Health Questionnaire (KHQ) . Resultados: O estudo obteve resultados estatísticos, que mostram o percentual de mulheres com queixas de incontinência urinária no período pós-parto, relacionados à idade, número de gestação, tipo de parto, complicações durante o parto, entre outros. Conclusão: Com base no estudo, foi possível concluir que apesar da apresentação de alguns sinais e sintomas de IU, não houve alteração na qualidade de vida das mulheres, independente da faixa etária.

Publicado

2021-05-06

Edição

Seção

Artigos