A ADOLESCÊNCIA E A INTRÍNSECA RELAÇÃO PSICOSSOMÁTICA

Autores

  • Laura Prudente de Moraes Ferreira
  • Isabela Nishimura Megiani
  • Brenda Morais Preto de Oliveira
  • Angelo Domingos Firmani Mendes
  • Anna Helena Rossi Forte
  • Kayla Ferri Chagas
  • Josefa Maria Dias da Silva Fernandes FACULDADE UNILAGO DE SÃO JOSÉ DO EIO PRETO

DOI:

https://doi.org/10.56084/ulakesjmed.v2i2.506

Resumo

Resumo   A adolescência representa um período biopsicossocial, no qual ocorrem diversas transformações, tanto corporais quanto emocionais. É nessa fase que aparecem os principais transtornos alimentares, muitas vezes por influência da mídia, do ambiente social ou familiar. Este artigo, por se tratar de uma análise exploratória quantitativa e qualitativa, visa apresentar a coleta de dados realizada por meio de um formulário com perguntas pessoais e direcionadas objetivamente ao tema abordado, o excesso e/ou a falta alimentar. O resultado da análise mostrou a a intrínseca relação entre o indivíduo que realiza uma crítica sobre o corpo do adolescente e a autoestima desse adolescente criticado. Desse modo, o artigo tem por finalidade demonstrar os dados obtidos no que diz respeito às condutas alimentares, cuja incidência representa um agravante para a saúde pública. Assim, o presente artigo busca mostrar os métodos para dar início à minimização desse prejuízo social e, principalmente, humano.   Palavras-chaves: Adolescente; Compulsão Alimentar; Meio Social; Saúde Pública.

Downloads

Publicado

2022-11-22

Edição

Seção

Artigos